1 de fevereiro de 2010

Voçê sabe como surgiu a PRANCHA

O que anda fazendo a cabeça da mulherada é a moda dos cabelos lisos, mas para conseguir esse feito precisam aderir ao uso da chapinha, também conhecida como “piastra”.

Engana-se quem pensa que essa moda é atual, essa mania existe há tempos.
Antigamente, para conseguir o efeito liso, as mulheres pegavam a cabeleira crespa e passavam banha de porco, sebo e óleo de peixe. Já no século 18, a tática era outra, lavava-se os cabelos com éter e ácido sulfúrico diluído em água. Com o passar do tempo as técnicas foram evoluindo, tanto que, no século 19, as melenas eram domadas com a ação do calor, com toalhas molhadas em água fervente e barras de ferro aquecidas em carvão. Já no século 20 descobriu-se que a temperatura de 100ºC faz com que o hidrogênio presente nos fios de cabelo evapore, deixando-os com o aspecto liso. A partir desse princípio diversas invenções foram surgindo, uma mais inusitada e com maior precisão do que a outra.

O protótipo da atual chapinha foi criado pelo engenheiro norte-americano Isaak K. Shero, chamando sua criação de flat iron. Mas a moda de alisar os cabelos com esse tipo de equipamento só fez a cabeça da mulherada após 20 anos, em Paris, com o primeiro modelador de cabelos. Segundo alguns pesquisadores, esse aparelho tinha a aparência de uma pinça gigante e era aquecido no fogareiro, as mulheres testavam a temperatura até alcançar uma que proporcionasse o efeito liso.

As chapinhas elétricas surgiram na década de 80, e essa invenção logo virou febre entre as mulheres que possuíam certo poder aquisitivo. Atualmente, a conhecida chapinha tornou-se acessível a todas as classes sociais, tendo preços e qualidades diferentes, as mais cobiçadas são as de cerâmica e de infravermelho, pois proporcionam um efeito mais duradouro e mais natural. O efeito da chapinha é totalmente reversível, basta expor o cabelo à umidade que ele volta ao natural. Deve-se tomar algumas precauções quanto ao uso de chapinhas, pois a utilização excessiva desse recurso prejudica os cabelos, enfraquecendo-os.

Abaixo alguns modelos que recomendo:

image004 Prancha Infra Power Íon – com a pintura vermelha metálica de dupla camada, associa beleza à inovação e qualidade, típicos dos produtos Mondial. Além disso, propaga ondas longas de infravermelho agindo nos fios de dentro para fora, protegendo a saúde dos cabelos, deixando-os com mais brilho, por mais tempo. Possui uma exclusiva usina geradora de Íons negativos que fecham as cutículas dos cabelos  proporcionando  um aspecto mais saudável. Acompanha uma nécessaire  térmica exclusiva.

image005 Prancha Laser Power Íon- com a exclusiva laser íon technology dispara milhões de íons negativos por cm³, proporcionando aos fios mais maciez e brilho.Também possui o grande diferencial do Thermal Protect Technology, que reduz, consideravelmente, a temperatura externa da prancha, proporcionando ao profissional   mais conforto   durante o uso.

image006 

Prancha Ceramic Tourmaline Íon- sua resistência de cerâmica, material térmico, propaga e retém o calor nos patins da prancha rapidamente, bem como possui o Tourmaline Ion Technology que fecham as cutículas dos fios conferindo a eles mais brilho e maciez.

 

 

image007

Prancha Wet & Dry Tourmaline Íon - Prática, essa prancha  é  indicada para cabelos secos e úmidos, uma vez que dispensa o uso do secador. Possui patins com saídas de ar quente, retirando a umidade dos fios, proporcionando um alisamento perfeito aos cabelos. O revestimento de tourmaline garante  um deslizamento perfeito da prancha,  aliado a emissão de íons negativos.  

0 Srtas. Comentaram:

Postar um comentário

Obrigado pelo contato ou pelo comentário.

Volte sempre.

Danielle :)
srtaindependente@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Srta Independente © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo